Tintas, pigmentos e micropigmentação

10 d março d 2016

10-Pcs-maquiagem-permanente-cosm&eacute

10-Pcs-maquiagem-permanente-cosm&eacuteUma das maiores preocupações dos profissionais de micropigmentação está ligada às tintas utilizadas em seus procedimentos. Saber do que elas são feitas é algo fundamental para entender e evitar algumas reações que possam ocorrer.

Os pigmentos possuem uma história antiga, mais de 5 mil anos, e eram feitos com carvão, nozes, frutas e conchas. Com o tempo e a evolução tecnológica criaram-se produtos que possuem compostos químicos diferentes para chegar à cor final. Muitas pessoas se equivocam ao pensar que os pigmentos são formados por elementos vegetais e se assustam ao descobrir que há minerais, ferro e metais em geral e até plásticos.

No mercado, você encontrará tintas com elementos considerados altamente tóxicos, somente tóxicos, pouco tóxicos, com alta concentração de metais ou pouca concentração de metais. Essas informações não aparecem nos rótulos, mas não há motivos para se alarmar. Atualmente, as tintas possuem uma ótima qualidade e uma grande fiscalização, o que garante segurança para o profissional o e cliente.

Tenha uma observação em mente: há no mercado tintas que possuem uma redução de metais, porém não há nenhuma que esteja 100% livres deles. Por isso, a anamenese da cliente deve ser bem feita. Caso você acredite que ela terá alguma reação, indique um médico de sua confiança.