Saúde na mira!

08 d setembro d 2016

12

Durante meus anos de carreira percebi que muitos profissionais da área de micropigmentação não possuem conhecimento ou não ficam atentos a algumas doenças comuns que podem prejudicar a sua saúde e do cliente. Por isso, sempre friso que uma anamnese completa é essencial para evitar problemas para as duas partes.

Essas são algumas doenças que precisam de atenção:

– Alergias respiratórias, como à poeira, mofo, pólen e medicamentos, não geram necessidade de preocupação. No caso de cliente com alergia a anestésicos, faço a substituição do material por gelo, o que ajuda bastante a aliviar a dor no procedimento. Se o paciente tiver reação ao pigmento da tinta, não recomendo a realização do procedimento sem uma autorização médica prévia.

– Fique atento! Se a pessoa utiliza algum tipo de anticoagulante para ralear o sangue pode acontecer um sangramento exagerado durante a sessão de micropigmentação. Isso não impede o procedimento, mas você deverá pressionar o local e usar gelo durante todo o procedimento.

– Doenças circulatórias não interferem na sessão, mas é necessário ficar atento à reação do cliente, principalmente, em relação ao anestésico. Nesses casos, sugiro substituí-lo por gelo.

– Não há obstrução para as pessoas que possuem cardiopatias, mas é bom acompanhar de perto o comportamento do cliente, pois ele pode ficar tenso, ansioso e apreensivo e assim gerar algum problema.

Prestar atenção às reações do cliente e perguntar todos os detalhes para a pessoa é uma segurança que você não pode abrir mão! Antes de começar o procedimento, preencha a ficha de anamnese e faça perguntas extras se necessário. Resguardar-se vale ouro!