Diabetes X Micropigmentação

16 d junho d 2016

DIA

Você pode achar que a diabetes não tem ligação com a arte da micropigmentação, porém, é uma relação perigosa e que os profissionais da área devem ter conhecimento. Como sabemos, o procedimento de micropigmentação consiste em fazer pequenos cortes e inserir pigmentos na pele.

Os pequenos cortes podem gerar um grande transtorno para os diabéticos, já que apresentam dificuldade de cicatrização, gerando problemas para cliente e profissional. É necessária uma autorização escrita pelo médico liberando o procedimento.

Não faça nada se não tiver esse documento em mãos! Caso haja algum problema, você poderá sofrer até um processo judicial.  Oriente sua cliente e verifique todos os possíveis problemas de saúde que possui.
A diabetes

Para você entender melhor, explicarei um pouco sobre a doença. A diabetes tem várias classificações, sendo uma doença provocada pela deficiência na produção ou na ação da insulina, levando a sérias complicações relacionadas ao metabolismo da glicose, das gorduras e das proteínas. A diabetes tipo 1 destrói a célula beta do pâncreas, em geral, decorrente de doença autoimune, levando a deficiência absoluta da insulina.  Já, a do tipo 2 é provocada por um estado de resistência a ação da insulina associada a uma relativa deficiência na secreção.

Durante a gestação, a mulher também pode desenvolver a chamada diabetes gestacional sem um aumento prévio da glicose. Nesses casos, o nível da glicose fica muito alto no sangue da mãe e leva essa glicose para o feto, que pode ganhar peso demais. Contudo, a doença desaparece pouco tempo após o parto.