Como a fagocitose impacta na tinta

10 d novembro d 2016

rosa1

Você sabia que a fagocitose é um dos fatores que alteram a cor da tinta da micropigmentação? Muitos profissionais desconhecem essa reação do próprio organismo, o que causa muita dúvida. Irei explicar tudo para que você entenda e compreenda o ponto principal da questão.

Conceitualmente, a fagocitose é a digestão intracelular ou a tentativa de nosso organismo de eliminar o resto de microrganismos, pequenas partículas e, o que nos interessa, eliminar corpos estranhos. Ao realizar a micropigmentação, você incorpora a tinta no organismo do cliente e aciona a ação das células defesa chamada macrófago que reconhecem o corpo estranho.

Considerando a tinta uma ameaça, os macrófagos começam a trabalhar para defender o corpo desse item estranhando criando uma barreira de defesa para que nada se espalhe e assim, ele junta forças para tentar eliminar aquilo que não é natural do organismo.

Para você compreender melhor, irei fazer uma analogia. Você se lembra daquele videogame chamado Pacman? Alguns o chamavam de Come-Come. Imagine que a bolinha amarela seja essas células de defesa. Ele está caminhando por nosso organismo e percebe um “fantasminha” (nesse caso, a molécula de tinta) e o que faz? Come as moléculas!

Dentro dos macrófagos irão acontecer a tentativa de digerir o pigmento e evitar que ele se espalhe por nosso corpo causando algum mal. Esse processo é conhecido como fagocitose, sendo responsável por alterar a cor da tinta da micropigmentação em algumas áreas.